Banner Guia de Serviços_728x90_pixels

Prefeitos eleitos buscam aproximação com Iteral

FOTO: Ascom/Iteral
FOTO: Ascom/Iteral

Dispostos a apoiar a assistência aos trabalhadores rurais no campo, gestores iniciam diálogo com o governo mesmo antes da posse em janeiro

Depois do prefeito eleito de Delmiro Gouveia, Padre Eraldo, que visitou o Instituto de Terras e Reforma Agrária (Iteral), acompanhado do deputado estadual Ronaldo Medeiros, no último mês de outubro, desta vez o prefeito eleito de União dos Palmares, Areski Freitas, fez questão de estreitar os laços com o presidente do órgão, Jaime Silva, com objetivo de apoiar a assistência aos assentados do Programa Nacional do Crédito Fundiário. As visitas demonstram a credibilidade do governo no interior do Estado.

Na terça-feira (22), Areski enviou o futuro secretário de Agricultura de União dos Palmares, Sandro Couto, para se inteirar das ações do Iteral no município e oferecer apoio da prefeitura aos técnicos do órgão. No próximo ano, o Iteral vai inaugurar um núcleo na cidade, com escritório em prédio próprio do Estado, para garantir a continuidade da assistência técnica aos trabalhadores rurais, além de intensificar o monitoramento da produção na região da Zona da Mata.

“Ainda serei nomeado secretário, mas já iniciamos os contatos com possíveis parceiros. O Iteral é um órgão muito importante em União dos Palmares e o que for preciso da prefeitura para viabilizar as ações, não mediremos esforços para conseguir. Criar um vínculo com os gestores do governo é um passo para que a parceria entre o Iteral e a prefeitura de União dos Palmares se fortaleça. Quero receber ideias e orientações para fazer um bom trabalho em minha cidade”, afirmou o futuro secretário de Agricultura da chamada ‘terra de Zumbi’”, disse Sandro Couto, ao lado de seu colaborador, Carlos Roberto..

O presidente do Iteral, Jaime Silva, se mostrou disposto a tirar todas as dúvidas do novo secretário e fez um resumo das ações do órgão no município de União dos Palmares, entre elas, a regularização fundiária que foi concluída e que em breve vai resultar na entrega de títulos de posse de terras para os agricultores da região. A reabertura da Usina Laginha também foi pauta da visita de cortesia. “O senhor pode levar a mensagem para a população de que a usina vai voltar a moer”, frisou Jaime Silva.

Ele explicou que o Governo do Estado está negociando um acordo para que a Usina Laginha retome a capacidade de produção, com a contrapartida de transferir lotes de terras para que seja feita a reforma agrária com o Crédito Fundiário. Cerca de duas mil famílias devem ser assentadas em União dos Palmares. O presidente do Iteral aproveitou a visita de cortesia do secretário e solicitou a abertura de estradas que possam favorecer os assentados de União dos Palmares.

“A reabertura da Usina Laginha é uma boa notícia para todos, seja fornecedor de cana, o comerciante da cidade, os acampados que aguardam os assentamentos, a prefeitura que vai aumentar a arrecadação, todos vão ganhar. A economia de União dos Palmares será beneficiada. Mas para que a produção escoe é necessária a abertura de vias”, disse o presidente do Iteral.

Jaime Silva acrescentou ainda que o núcleo do órgão na cidade terá toda estrutura necessária para que os técnicos garantam a assistência técnica aos assentados. “Com um escritório do Iteral em União, o governo também economiza. Nossos técnicos são capacitados para dar toda assistência aos agricultores e como os servidores moram na cidade, o Estado reduz gastos com deslocamentos”.

No próximo mês de dezembro, o presidente do Iteral, Jaime Silva, irá percorrer com suas equipes os núcleos que o órgão já possui em Delmiro Gouveia, Santana do Ipanema, Arapiraca e Palmeira dos Índios. Todos eles já possuem carros próprios do Iteral para viabilizar as visitas dos técnicos nas propriedades do Crédito Fundiário. Os escritórios vão receber melhor estrutura de trabalho, como computadores novos com internet banda larga e impressoras, para que os servidores do Iteral avancem ainda mais nas ações do órgão, com intuito de estimular a produção no campo e impulsionar a economia local.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *