Com ASA e Murici, Alagoas respira na Copa do Brasil; CRB e CSA caem e estão fora

CSA não segurou o Sport e acabou goleado e eliminado da Copa do Brasil – Foto: Pei Fon-TNH1

O futebol de Alagoas respira na Copa do Brasil. Com quatro equipes na competição dentro do novo formato, Alagoas atingiu o bom índice de 50%, avançando com duas equipes.

Vencendo o Juventude por 3 a 1, o Murici garantiu chegar a 2ª fase. O ASA arrancou um empate dramático e também está na fase seguinte. Com a classificação para 2ª fase, o Murici assegurou a temporada financeira em 2017. O Murici enfrentará o América (MG). Já o ASA alivia o aspecto financeiro e terá o Coritiba pela frente na fase seguinte.

CSA e CRB estão fora. O Galo, que jogava pelo empate, não resistiu ao Altos e foi derrotado por 2 a 0. Já o CSA que tinha apenas o caminho da vitória, igualou o jogo com o Sport apenas a no tempo inicial e depois foi goleado perdendo por 4 a 1.

O CRB chegou a igualar o jogo nos primeiros momentos, mas ao sofrer o gol no primeiro tempo, passou a fazer uma partida contra o relógio. O resultado foi uma instabilidade que causou um segundo gol e a expulsão do zagueiro Gabriel.

No Rei Pelé, o CSA veio com correções no corredor lateral direito com Celsinho e intensidade na marcação com Marcos Antonio. Mesmo apresentando alguns erros de passe, o CSA conseguiu ser intenso, tomou um gol e buscou o empate.

Mas no tempo final, o CSA desfez uma disciplina tática e em cinco minutos, desequilibrou o que havia construído. Antes de fazer o segundo gol, o Sport já havia chegado pelo menos uma vez. O CSA perdeu a recomposição rápida e ficou exposto. O resultado foi o domínio do Sport, a goleada desenhada e Jeferson em grande noite, evitando um massacre.

Canindé insiste com Daniel Cruz jogando pelo lado, ontem como extrema direita, quando a melhor atuação do CSA foi contra o ABC e com Cruz sendo o homem centralizado. Panda ainda não conseguiu render o que já jogou no ano passado. Fica latente a necessidade de um armador, que será Daniel Costa, mas somente daqui a pelo menos dez dias.

O craque da partida foi Rithely (Sport) e o árbitro mineiro Igor Junio Benevenuto teve uma boa atuação e recebeu nota 8.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *