CSA x CRB vai ter duas torcidas no Nordestão, mas só uma no estadual

Representantes dos clubes se reúnem com magistrados no TJ-AL e debatem casos de violência nos clássicos. Sábado, jogo pelo regional terá azulinos e regatianos

O Ministério Público propôs torcida única no clássico de sábado entre CSA e CRB, pela Copa do Nordeste, mas os dirigentes não aceitaram. Nesta terça-feira, representantes dos clubes, da Federação Alagoana, integrantes da Polícia Militar, Ministério Público e juízes se reuniram no Tribunal de Justiça de Alagoas, em Maceió, para tentar buscar uma forma de evitar novos casos de violência nos clássicos. No próximo jogo, as duas torcidas poderão ir ao Estádio Rei Pelé, mas no Campeonato Alagoano os jogos CRB x CSA terão apenas uma.

– Como não houve consenso tivemos que suspender a reunião. É algo lamentável. Vamos torcer para que nada ocorra no clássico de sábado – disse o desembargador Celyrio Adamastor Tenório Accioly.

 

CSA x CRB, torcida no Rei Pelé (Foto: Victor Mélo/GloboEsporte.com)

Segundo a promotora de Justiça Sandra Malta, os dirigentes não quiseram discutir a proposta de torcida única no próximo jogo, válido pelo Nordestão.

– Eles alegaram que sofreriam prejuízo, já que no jogo anterior (pelo Alagoano) o mando de campo também foi do CSA. A preocupação do MP, assim como do Judiciário, é com a violência dentro e fora do campo. O que está em jogo é a integridade física do torcedor comum. Ocorrem cada vez mais casos de tumultos, espancamentos e tentativas de homicídio e é isso que estamos tentando impedir. A sociedade não tolera mais essa situação – comentou.

Participaram ainda da reunião o desembargador Tutmés Airan, os juízes auxiliares da Presidência do TJ, Maurício Brêda e Ygor Figueirêdo, o secretário de Defesa Social, coronel Lima Júnior, o presidente da Federação Alagoana de Futebol (FAF), Felipe Feijó, além de representantes dos dois times.

G1/AL

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *