Banner Guia de Serviços_728x90_pixels

ASA é eliminado nos pênaltis na Copa do Brasil

O ASA  está eliminado da Copa do Brasil. O representante alagoano jogou com raça conseguido um empate sem gol  no tempo normal  diante do Paraná, no estádio da Vila Capanema-PR, sendo derrotado nos pênaltis por  4 x 1.

Com a eliminação o alvinegro deixou de futura  R$ 900 mil. A equipe alvinegra   agora dará  prioridade a o hexagonal do campeonato alagoano 2017, no domingo enfrentará o CEO no estádio municipal de Arapiraca.

A postura mais ofensiva do ASA surpreendeu o Paraná no começo do jogo. O time paranista não iniciou bem a partida. Desatento, o Tricolor errou demais na saída de bola. Mesmo assim, a primeira boa chance foi do Tricolor. Aos 6 minutos, Guilherme Biteco achou Robson livre, mas o camisa 7, livre, bateu no canto e o goleiro Luis Cetin fez grande defesa. O time alagoano respondeu cinco minutos depois e quase abriu o placar. De fora da área, Airton arriscou e por pouco não acertou o ângulo do goleiro Léo.

Mais consistente e ocupando bem os espaços, o ASA quase marcou aos 22 minutos. Téssio, destaque do time visitante, cobrou falta no ângulo e Léo fez grande defesa.

Na reta final do primeiro tempo, passou a prevalecer a boa marcação do ASA. O time visitante minava as investidas do Tricolor e buscava sempre os espaços para encaixar os contra-ataques. Apesar de não ter uma boa atuação e de ter Renatinho em noite pouco inspirada, o Tricolor tentou pressionar na reta final da etapa inicial, mas criou sua melhor chance em um chute fraco de Alex Santana, de fora da área, que passou longe do gol de Luis Cetin.

 

O Tricolor respondeu em seguida e perdeu sua melhor chance na partida. Aos 23, depois da tentativa de Biteco, a bola bateu no braço do defensor do ASA. Na cobrança do pênalti, o zagueiro Brock bateu mal e mandou para fora.

Na disputa de penalidades, o Paraná Clube,converteu as três primeiras com Robson, Diego Tavares e Leandro Vilela. O ASA, que marcou o primeiro com Leandro Kivel, perdeu com Airton e Djalma. A quarta cobrança não podia ser de outro jogador. O zagueiro Brock, que perdeu no tempo normal, bateu muito melhor, fora do alcance de Luis Cetin e garantiu a classificação para a quarta fase da Copa do Brasil.

Ficha técnica

COPA DO BRASIL
Terceira fase – Jogo de volta

Paraná Clube 0 (4)x(1) 0 ASA

Paraná Clube
Léo; Diego Tavares, Airton, Brock e Kaike; Jhony, Alex Santana (Leandro Vilela), Guilherme Biteco (Felipe Alves) e Renatinho; Robson e Pedro Bortoluzo (Nathan).
Técnico: Wagner Lopes

ASA
Luis Cetin; Douglas, Anselmo, André Lima e Airton; Mazinho, Juninho, Leanderson (Gaspar), Doda (Djalma) e Téssio (Mandacaru); Leandro Kível.
Técnico: Maurilio Silva

Local: Vila Capanema
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)
Assistentes: Michael Correira (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)
Cartões amarelos: Alex Santana, Renatinho, Kaike, Airton, Robson (PAR); Mazinho, Doda, André Lima, Leandro Kível, Gaspar (ASA)
Renda: R$ 172.260,00
Público pagante: 6.219
Público total: 8.011

 

Redação com tribunapr

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *