"Assassinos" pagína dos acusados na rede social mostra o desabafo contra o casal que matou menina

E-mail Imprimir

A pagína do casal acusado de matar uma criança na rede social está sendo usada para desabafo dos amigos e dos brasileiros revoltados com o crime ocorrido na terra da jogadora Marta, Dois Riachos em Alagoas. As  duas pessoas acusadas da morte da menina Maria Eduarda Marques da Silva, morta na ultima quarta-feira (11) na cidade de Dois Riachos, foram presas por uma equipe do Pelotão de Operações Especiais do 7º BPM, comanda pelo capitão Wiston Santana.

Uma meia-irmã da vítima, identificada como Rosineide Roberto Paulino Lemos,conhecida na cidade por Neide Lemos  e seu esposo Marcos Roberto Paulino Lemos foram presos quando viajavam na BR-316, entre Dois Riachos e Cacimbinhas, em um veículo Celta, de cor branca. A polícia acredita que os acusados estavam em fuga, no carro foram encontradas manchas de sangue no para-choque e na tampa traseira do Celta. O veículo passa por perícia.

De acordo com a PC, com esta prisão o crime se encontra elucidado. Para a polícia os motivos que levaram os acusados a cometerem o crime contra a criança seria uma herança de família. A polícia ainda acredita que o casal detido também é suspeito criminalmente de furtar quantias em dinheiro de um estabelecimento no município citado.

Apesar de não confessar o crime, o casal acabou tendo o mandado de prisão expedido pela Justiça, após depoimentos de familiares, colhidos pelo delegado regional Rosivaldo Vilar, os quais, segundo ele, evidenciam a participação dele no crime. Outras evidências, não reveladas pelo delegado, também ajudaram no pedido de prisão dos acusados.

Após as prisões, os dois acusados foram conduzidos à residência onde o corpo de Maria Eduarda foi encontrado. Segundo o capitão Wiston, eles não puderam demorar no local, pois logo foi criado um clima de muita revolta por parte da população de Dois Riachos. Os mandados de prisões foram emitidos pelo juiz de Direito da Comarca de Cacimbinhas, Fausto Magno, a pedido do promotor de Justiça, José Alves de Oliveira Neto, do mesmo município.
 

O crime

Maria Eduarda Marques da Silva, de apenas 12 de idade, foi brutalmente assassinada na manhã de quarta-feira (11), na cidade de Dois Riachos, Sertão alagoano.

De acordo com informações do escrivão da Polícia Civil, João Alves, o caso foi informado à equipe local por volta das 7h, por a domestica que trabalha na residência onde ocorreu o crime, ela teria sido a primeira a chegar e perceber a cena brutal.

 Em depoimentos iniciais à polícia, os pais disseram ter saído de casa logo cedo e deixado a criança dormindo à espera da doméstica. O pai teria ido ao seu estabelecimento comercial [mercadinho] e a mãe à feira, já que naquele dia era feira livre na cidade.

Maria Eduarda foi morta com um objeto perfurante, onde o criminosos quase decepou a sua cabeça, além de cortar vários dedos de suas mãos.

“Nenhum vizinho conseguiu identificar ou perceber a presença de um indivíduo. Percebemos que um estabelecimento em frente à residência possuía um sistema de câmeras, mas infelizmente, ao verificarmos as câmeras não mostravam o ângulo de onde o suspeito possa ter entrado e saído da casa”, relatou o escrivão da PC.
Veja as mensagens no facebook  - Neide Lemos(Dois Riachos)  e na pagina Marcos Lemos

 

Add Comentário


Código de segurança
Atualizar