Cria
Home Geral Arapiraca AUDIÊNCIA PUBLICA Vereadores de Arapiraca lamentam ausência do senador Cunha em audiência pública com a Equatorial

AUDIÊNCIA PUBLICA Vereadores de Arapiraca lamentam ausência do senador Cunha em audiência pública com a Equatorial

AUDIÊNCIA PUBLICA Vereadores de Arapiraca lamentam ausência do senador Cunha em audiência pública com a Equatorial
0
0

 

A ausência do senador Rodrigo Cunha (PSDB) foi considerado um ponto negativo na Audiência Pública com a Equatorial na manhã desta segunda-feira (16) na Câmara Municipal de Arapiraca. O presidente do Poder Legislativo, Jario Barros (PRP), lamentou a falta de compromisso do parlamentar num assunto de interesse da população alagoana.

O vereador Jario Barros também criticou a ausência do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos) e agradeceu a presença do deputado estadual Tarcizo Freire (Progressistas) que não mediu esforços para prestigiar e colaborar com a Audiência Pública que foi realizada na manhã de hoje no plenário da Casa Herbene Melo.

“Ficamos tristes com a ausência do senador Rodrigo Cunha que nas redes sociais divulga a sua preocupação com o Direito do Consumidor, porém, só na mídia e na publicidade, porque quando mais precisamos dele, se ausenta em uma discussão de tão grande importância e do interesse de todos, como também lamentamos a ausência do deputado federal Severino Pessoa (Republicanos). Agradecemos e parabenizamos o deputado Tarcizo Freire, representando a Assembleia de Alagoas, nesta Audiência Pública para discutir as ações que tem sido alvo de críticas da Equatorial”, disse Jario Barros.

O evento foi aberto ao público e contou com a presença de representantes do PROCON Arapiraca e de Alagoas e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que exigiram mais respeito aos consumidores. Além do presidente da Casa, estiveram presentes os vereadores Thiago ML, Aurélia Fernandes, Dr. Fábio, Fabiano Leão, Melquisedeque de Oliveira, Pablo Fênix, Sérgio do Sindicato, Edvanio do Zé Baixinho, além da vereadora licenciada Graça Lisboa, secretária de Articulação Política, representando o prefeito Rogério Teófilo.

Durante as discussões, os vereadores criticaram duramente a política tarifária praticada pela empresa “que só tem se preocupado em ganhar dinheiro, esquecendo de colocar em prática a política social e de respeito ao consumidor”. Os parlamentares foram unânimes em lamentar a falta de respeito da empresa com os consumidores, onde em sua grande maioria sofrem constrangimentos ao terem a energia de sua casa cortada, apenas com poucos dias de atraso.

O deputado estadual Tarcizo Freire classificou como desrespeitosa a maneira truculenta de funcionários da Equatorial na hora de proceder o corte do fornecimento de energia elétrica nas residências de pessoas humildes, que não tem como se defender juridicamente.

Já o vereador Fabiano Leão chegou a sugerir a um dos diretores da Equatorial, Carlos Moraes, que oriente o pessoal responsável pelo corte da energia elétrica para evitar que aconteça uma tragédia na hora da suspensão do fornecimento em lares ou casas comerciais.

“A maneira como eles chegam nas casas, sem nenhum preparo, pode ocorrer uma agressão por parte dos donos da casa, podendo haver algo mais sério”, disse Fabiano Leão, autor do requerimento que pediu a realização desta Audiência Pública.

As críticas feitas a Equatorial, chegaram ao ponto de o vereador Edvanio do Zé Baixinho, afirmar que os cortes indevidos da empresa, estão agradando muito aos advogados, onde tem conhecimento de que um só advogado, já deu entrada a mais de 160 ações contra a Equatorial.

A secretária de Articulação Política, Graça Lisboa, disse que não bastava apenas o representante da Equatorial mostrar dados técnicos para tentar mostrar que tudo estava correto, mas realizar um serviço de boa qualidade e que até parecia que a empresa pretendia tirar todo o dinheiro investido, cerca de 300 milhões de reais, no menor espaço de tempo possível.

Também estiveram presentes, o representante da Comissão de Defesa do Consumidor, Rosseau Omena Domingos; o Procurador da Câmara Municipal de Arapiraca, Arnaldo Pacheco; e o presidente da Federação das Associações Comunitárias de Moradores de Arapiraca (Facomar), Tiago da Brita.

O representante da Equatorial, Carlos Morais, fez um balanço dos investimentos da empresa em Alagoas, garantindo que dos 300 milhões de reais, cerca de 60 milhões serão para melhorar a qualidade dos serviços no município arapiraquense. Ele garantiu que todos assuntos tratados ali serão levados à empresa para que sejam avaliados caso a caso.

Com assessoria.

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *