Home Geral Polícia Acusado de matar vizinha em Canindé-SE,Cicinho alagoano pode estar escondido em Alagoas

Acusado de matar vizinha em Canindé-SE,Cicinho alagoano pode estar escondido em Alagoas

Acusado de matar vizinha em Canindé-SE,Cicinho alagoano  pode estar escondido em Alagoas
0
0

Informações dos familiares é que o suspeito fugiu par o Estado vizinho na última terça-feira, 25, após praticar o crime.

Um homem que é acusado de matar uma vizinha após um desentendimento no Assentamento Modelo, área rural de Canindé do São Francisco, no Estado de Sergipe, pode estar homiziado em Alagoas. “Cicinho alagoano”, como é conhecido matou com vários golpes de faca, a senhora Maria Irabeu Guedes de 51 anos que era mais conhecida como “Bebe da modelo”.

uma irmã da vítima. Ela contou que o homem tinha desavenças com os seus vizinhos e no dia do crime, seguiu a vítima que tinha saído para ir à cidade. No percurso, Maria Irabeu percebeu que estava sendo seguida em alta velocidade por um carro, ao parar a sua moto “Bebe da modelo”, foi surpreendida pelo homem que iniciou a acusá-la de agressão contra a sua filha.

“Ele teria seguido a minha irmã para tirar satisfação dela, já que uma filha de 10 anos, tinha dito a ele que minha irmã a tinha agredido, sendo que isso era mentira. Minha irmã ao ser questionada por ele sobre as agressões, desmentiu e disse que ele teria que provar na justiça, mas ele não pensou duas vezes e iniciou os ataques com uma faca.” Disse.

Após o crime, o homem e a sua esposa fugiram e a família acredita que ele possa estar em Alagoas, já que ele é natural desse estado. A Polícia Civil do Estado de Sergipe já iniciou as investigações e também já comunicou a polícia coirmã para que inicie um trabalho de monitoramento.
A irmã da vítima ainda contou que a criança tinha caído de bicicleta, mas por saber que o pai tinha desavenças com a sua família e temendo que o pai pudesse a proibir de utilizar a bicicleta, resolveu atribuir os ferimentos provocados pela queda, a supostas agressões provocadas por “bebe de modelo”.

Quaisquer informações que possam ajudar a polícia a localizar o suspeito, pode ser feita pelo Disque Denúncia (181).

Redação com italotimoteo

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *