Home Destaque ECONOMIA Conedes garante investimento de R$ 3,5 bilhões com atração de novas empresas para AL

ECONOMIA Conedes garante investimento de R$ 3,5 bilhões com atração de novas empresas para AL

ECONOMIA Conedes garante investimento de R$ 3,5 bilhões com atração de novas empresas para AL
0
0

De 2017 até abril deste ano, foram aprovados incentivos para cerca de 90 empreendimentos com a geração de mais de 44 mil postos de trabalho

A atração de novos negócios é uma das políticas públicas mais atuantes no âmbito do desenvolvimento econômico de uma região e tem reflexo direto na geração de emprego, renda e criação de oportunidades para a população. Em Alagoas, estas ações são amplamente impulsionadas por um competitivo programa de incentivo fiscal, que conduz as ações do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes) desde outubro de 2007, sob a liderança da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur).

Juntos, os elementos da tríplice – novos empreendimentos implantados, investimentos econômicos e oferta de postos de trabalho – apresentam um resultado global significativo. No período de 2017 até abril deste ano, os cerca de 90 negócios incentivados pelo Governo de Alagoas injetaram um montante de aproximadamente R$ 3,5 bilhões na economia estadual com a geração de mais de 44 mil empregos diretos e indiretos. No portfólio diversificado de empresas instaladas tem grandes nomes como Natura, hotel Vila Galé, Mineração Vale Verde, Coca-Cola e a chinesa produtora de fibra ótica, ZTT.

“O Conedes tem hoje um papel decisivo na política de atração de investimentos do Governo do Estado. Já firmamos o compromisso com grandes grupos nacionais e internacionais, graças a um dos diferenciais mais competitivos de mercado de concessão de incentivos. Neste período, conquistamos o maior hotel da história de Alagoas – o Vila Galé; o mais expressivo investimento privado do estado nos últimos 10 anos com R$1,2 bilhão e geração de 2 mil empregos diretos – a Mineração Vale Verde; e a gigante Natura, que será a empresa de maior faturamento da nossa história com R$3 bilhões”, comemora o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo e presidente do Conedes, Rafael Brito.

Seja no segmento da indústria, turismo, alimentício ou de mineração, por exemplo, o Conedes constrói um trabalho de deliberação decisiva para a conquista de novos empreendimentos. Isso porque, entre as missões exercidas no âmbito estadual, o Conselho é responsável pela aprovação de concessão de incentivos fiscais e/ou locacionais, que é um dos diferenciais competitivos que consolidam Alagoas em uma posição privilegiada de mercado em todo o país.

Para isso, 27 conselheiros, representados por membros da sociedade civil, instituições públicas e privadas, se reúnem periodicamente para fomentar ações estratégicas que fortaleçam os cenários econômico e social de Alagoas. Desde 2015 compondo o conselho como representante da sociedade civil, o diretor presidente da Usina Caeté, Fernando Lopes de Farias avalia a importância do grupo no movimento de conquista de novos mercados.

“A atuação do Conedes é estratégica para o nosso Estado oportunizar cada vez mais a entrada de novas empresas em Alagoas. Com rigorosa avaliação dos projetos e um colegiado comprometido e muito bem-intencionado, asseguramos expansão empresarial e consequente desenvolvimento econômico e social”, salienta o conselheiro Fernando Lopes de Farias.

Interiorização do desenvolvimento

Nos quatro anos, a interiorização do desenvolvimento se apresenta como diretriz prioritária das decisões do conselho. O objetivo tem sido descentralizar a inserção de incentivos apenas na região metropolitana e diversificar o rol de empreendimentos para todo o estado, com exemplos de cases de sucesso já consolidados como a Mineração Vale Verde, no Agreste, o hotel Vila Galé, no Litoral Norte e a Natura, que fortalece o fomento da Zona da Mata, como destaca o secretário Rafael Brito.

“Alagoas é um estado plural e com capacidade de obter investimentos nos variados setores produtivos. Temos nos preocupado em difundir ao máximo estas empresas por todas as regiões, nos valendo do potencial competitivo que são inerentes a cada uma delas. O mais importante neste processo é que conseguimos potencializar a geração de emprego, renda e melhoria da qualidade de vida para toda a população alagoana”, acentua.

A ideia de que a atração de novos negócios transite por todo o estado também é temática defendida pelo conselheiro e presidente da Associação Comercial de Alagoas, Kennedy Calheiros.

“O Conedes tem uma responsabilidade determinante para o futuro destes novos negócios e a sobrevida das empresas. A discussão de novos núcleos econômicos tem sido pauta muito presente no conselho, na medida em que a chegada de empreendimentos como Natura e Duratex, por exemplo, vão permitir uma virada de página em eixos de investimentos menos explorados no nosso estado. É necessário que consigamos olhar as regiões com equidade para que possamos garantir uma nova feição do ponto de vista do desenvolvimento econômico para Alagoas”, considera o conselheiro.

Agência Alagoas

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *