Cria
Home Destaque Fim de festa: Twitter encerra recurso fleets e provoca onda de ‘nudes’

Fim de festa: Twitter encerra recurso fleets e provoca onda de ‘nudes’

Fim de festa: Twitter encerra recurso fleets e provoca onda de ‘nudes’
0
0

O desbunde virtual foi visto como uma prévia do primeiro carnaval pós-pandemia

Às vésperas do Twitter desativar o recurso fleets, usuários decidiram render “homenagens” aos “stories” da rede social desde a madrugada desta segunda-feira (2).

Apesar do frio do inverno, o que pôde ser visto nos últimos momento do recurso, que acaba nesta terça-feira (3), foi um festival de fotos de pessoas semi-nuas ou totalmente nuas. Embalados pelo clima de fim de festa, houve também quem aproveitou o ‘boom’ nas visualizações para divulgar um currículo ou uma loja online.

A decisão do Twitter de desativar o Fleets aconteceu em julho, justamente pela baixa adesão do público. O recurso consiste em publicações que duram apenas 24h, em uma espécie de “stories” do Instagram ou “snap” do saudoso Snapchat.

“Os Fleets foram criados como uma forma de iniciar conversas com pensamentos passageiros no Twitter. Esperávamos que o recurso pudesse tornar a experiência de compartilhar ideias e opiniões momentâneas mais confortável. Porém, desde que anunciamos o recurso globalmente, não tivemos um aumento no número de novas pessoas participando de conversas com Fleets da forma que esperávamos. Por conta disto, a partir do dia 3 de agosto, os Fleets não estarão mais disponíveis no Twitter”, disse a rede social em julho.

A despedida mobilizou usuários que aproveitaram as horas remanescentes para “esquentar” a plataforma. Esse frenesi juntou famosos e anônimos e fez com que as visualizações das mensagens temporárias explodissem em meio à ávida busca de usuários por conteúdo.

Muitos foram os que aproveitaram também a oportunidade para divulgar currículos, objetos de artesanato e, claro, o perfil pessoal no instagram.

A onda de nudes foi vista como uma prévia do primeiro carnaval pós-pandemia. Esse “desbunde” virtual não se limitou ao Brasil e tornou “caliente” também os fleets em países vizinhos latino-americanos.

Com informações de TechTudo

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *