Cria
Home Destaque CONCESSÃO DE CRÉDITOS Agência não precisa devolver valores pagos por viagem cancelada na epidemia

CONCESSÃO DE CRÉDITOS Agência não precisa devolver valores pagos por viagem cancelada na epidemia

CONCESSÃO DE CRÉDITOS Agência não precisa devolver valores pagos por viagem cancelada na epidemia
0
0

Não há obrigatoriedade legal de reembolso total de viagens canceladas durante a epidemia da Covid-19, sendo possível a concessão de créditos, conforme o artigo 2º da Lei 14.046/20.

Assim entendeu a 14ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo ao declarar a rescisão de um contrato firmado entre uma consumidora e uma agência de turismo, uma vez que a viagem teve que ser cancelada em razão da epidemia.

Em votação unânime, a turma julgadora acolheu em parte o recurso da agência de turismo apenas para afastar a condenação ao ressarcimento das duas parcelas já pagas pela consumidora, pois a Lei 14.046/20 confere a preferência à remarcação da viagem ou a concessão de crédito.

De acordo com o relator, desembargador Luis Fernando Camargo de Barros Vidal, a própria autora já havia concordado com a disponibilização de crédito para viagens futuras e, portanto, a sentença de primeiro grau não poderia ter determinado o reembolso dos valores já pagos.

Assim, para o magistrado, devem ser suspensas apenas a cobrança das parcelas futuras. “Com esses fundamentos, mantida a rescisão do contrato e a suspensão de cobrança das parcelas vincendas, o recurso da operadora de turismo é acolhido para afastar a condenação ao ressarcimento das parcelas quitadas, mediante o fornecimento de regular crédito, nos termos do artigo 2º, II, da Lei 14.046/20”, disse.

Processo 1002910-39.2020.8.26.0565

 

CONJUR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *