Cria
Home Geral Maceió MACEIÓ: Terceira dose de reforço contra a Covid-19? Confira o que é necessário

MACEIÓ: Terceira dose de reforço contra a Covid-19? Confira o que é necessário

MACEIÓ: Terceira dose de reforço contra a Covid-19? Confira o que é necessário
0
0

Com a liberação para a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em Alagoas, muitos idosos com mais de 70 anos procuraram os pontos de vacinação, mas não conseguiram tomar o reforço por conta de algumas situação.

É necessário que as pessoas estejam atentas ao cartão de vacinação. A terceira dose somente será aplicada para quem tenha completado seis meses da segunda dose e pessoas com alto grau de imunossupressão, com pelo menos 28 dias após terem sido imunizados com a 2ª dose.

A Secretaria Municipal de Saúde de Maceió, informou que As pessoas acamadas que tomaram a primeira e a segunda doses em Maceió e já estão cadastradas na base de dados da Prefeitura com essa condição serão contatadas e atendidas pelas equipes de vacinação extramuros. As que vieram a ficar acamadas ao longo desse período precisam ligar para o número 3312-5589 e se cadastrar para receber a equipe de vacinação em casa.

O imunizante é diferente

A Nota Técnica n° 43/2021 do Ministério da Saúde recomenda a intercambialidade entre vacinas para terceira dose. Ou seja, todo esse público tomará vacinas diferentes das que foram administradas nas doses anteriores. Quem tomou as duas doses da Coronavac e da Astrazeneca tomará a terceira dose da Pfizer e quem tomou as duas doses da Pfizer tomará a dose complementar da Astrazeneca.

Documentos necessários para terceira dose

Para se vacinar com a terceira dose, pessoas idosas devem apresentar documento de identificação com foto, comprovante de residência (não precisa cópia) e o cartão de vacinação com as informações da etapa anterior.

Pessoas imunocomprometidas devem apresentar, além do documento de identificação e do comprovante de residência, um dos citados abaixo:

– Prescrição médica com justificativa;

– Exames específicos que estabeleçam o diagnóstico;

– Relatório médico;

– Receitas para terapêutica específica de condições descritas;

– Guia de Encaminhamento específico.

cadaminuto

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *