Cria
Home Geral Arapiraca Jornalista agoniza em hospital do agreste na cidade de Caruaru, família acusa médicos de negligência

Jornalista agoniza em hospital do agreste na cidade de Caruaru, família acusa médicos de negligência

Jornalista agoniza em hospital do agreste na cidade de Caruaru, família acusa médicos de negligência
0
0

Familiares que estão acompanhando o jornalista Cláudio Roberto, estão revoltados com o tratamento recebido por profissionais do Hospital do Agreste em Caruaru.

Um texto enviado para  os amigos relatar todo o ocorrido nesse período da internação em Caruaru.

SOCORRO!!!

Na última quinta 11/11, o Sr. Claudio Roberto da Silva foi transferido do Hospital Dom Moura de Garanhuns (PE) para fazer uma endoscopia no HOSPITAL REGIONAL DO AGRESTE DR WALDEMIRO FERREIRA de Caruaru (PE) em função de uma hemorragia esofágica alta (Vômitos). Ele chegou lúcido, com boa aparência e se locomovendo.

Fomos informados ao chegar ao hospital, a noite, que o mesmo estaria lotado e pela situação aparente do Sr. Claudio, ele ficaria na ala verde do hospital em uma maca no corredor. E esperar a realização deste exame no dia seguinte.

No dia 12/11, o exame foi realizado e apesar de ser identificado a origem da hemorragia, a mesma não foi contida. Por haver muito sangue no estomago (deglutição) que não pôde ser drenado naquele momento. A indicação foi manter a hidratação, continuar com a dieta liquida (30horas sem se alimentar), e medicações para conter vômitos e a hemorragia.

Na noite do dia 12/11 percebemos o Sr. Claudio muito abatido, com perda intensa de sangue pelas fezes, já com confusão mental e, TODOS da enfermagem desta área verde, que é destinada a pacientes com criticidade baixa, igonoravam o quadro que estava se agravando cada vez mais. A maioria das pessoas do HOSPITAL REGIONAL DO AGRESTE de Caruaru (PE), principalmente deste setor, são DESUMANAS, CRUÉIS, SARCÁSTICAS, HUMILHAM as pessoas, e ignoram todos os ensinamentos e juramentos que fizeram em cuidar e principalmente salvar vidas.

É inadmissível a família não ter acesso ao prontuário, que é do paciente (ALÔ #CFM #OAB). É inadmissível a familia ser ignorada quanto a saúde de seu familiar, que foi conduzido arrastado, por ajuda de outros acompanhantes (já que a enfermagem se RECUSAVA a ajudar) por esta noite, mais de 5 vezes ao sanitário para trocar as fraldas inundadas de sangue.

Será que a Pandemia deixou todos insensíveis e cruéis, a ponto de ignorar a importância da vida alheia? Será que ninguém alí consegue ver o Sr. Claudio como um Tio, Pai, Avô, Irmão ou Filho?

Vamos lá… no dia 13/11 não conseguimos fazer a endoscopia pela manhã pelo estado de debilidade dele (anemia grave) pois perdeu muito sangue durante a noite e ninguém informou a causa no prontuário (sanque pela evacuação), já que os vômitos haviam cessados. A esta altura o Sr. Claudio já sem consciência e forças foi solicitado 2 bolsas de Sangue à 9h da manhã para que o mesmo pudesse recuperar e fazer a endoscopia no periodo da tarde. Mas, somente às 19h foi liberado as bolsas (10 horas depois), isso mesmos todos os familiares perguntando (segundo as enfermeidas: aborrecendo), seja o acompanhante seja pelos telefones, até ligar para o Hemocentro de Caruaru foi feito. E as informações são contraditorias, vendo o estado do paciente e igonaram… foram ainda fazer exame às 16h para identificar o tipo sanguíneo??? para no final dar sangue O+, o que deveria ser feito de imediado às 9h da manhã. E não 10hrs depois!!!

Após a intervenção de uma médica que observou a situação grave do Sr Claudio Roberto, e foi solidária a ele, providenciou as bolsas de sangue e ainda o transferiu para um setor de pacientes em estado grave (Ala Vermelha), para acomodá-lo após 2 dias de tortura, em um leito, além de melhorar a assistência.

Após o Sr. Claudio tomar as bolsas e recuperar um pouco, finalmente hoje, dia 14/11 foi feito o exame e contido a causa da hemorragia. Só que o Sr. Claudio não recuperou, continua inconsciente, pois o quadro dele evoluiu para SEPSE e neste momento ele luta pela vida e PRECISA DA GENTE.

A equipe do HOSPITAL REGIONAL DO AGRESTE  de Caruaru, tem total responsabilidade pelo agravamento da Saúde do Sr. Claudio Roberto da Silva, pela negligência, descaso, irresponsabilidade e incompetência. Sem contar com a forma desumana e cruel que o mesmo e seus familiares foram tratados.

Neste momento, às 21hrs do dia 14/11/2021  não se sabe o que será feito com o Sr. Cláudio. Eles não podem informar aos familiares o que está acontecendo nem o que eles pretendem fazer. Acredito que eles esperam o Sr. Claudio virar uma estatística. Mas esta estatística não acontecerá, pois o Sr. Claudio Roberto da Silva deixará um legado para que outras pessoas jamais possam ser submetidas a esta situação. Vamos ajudar a salvar a vida do SR CLÁUDIO ROBERTO DA SILVA *URGENTE* Por favor, basta você CURTIR E COMPARTILHAR para chegar nas autoridades.

#ministériodasaúde
#sus
#CFM
#SBIS
#SecomVc

Com o fígado comprometido e anemia  cronica tipo 2,  o médicos do Hospital de Caruaru, não estão recomendando sua transferência para a Unidade do Agreste em Arapiraca.

 

Redação

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *