No Banner to display

Home Destaque Paulo Dantas é eleito governador-tampão de Alagoas com 21 votos, na ALE

Paulo Dantas é eleito governador-tampão de Alagoas com 21 votos, na ALE

Paulo Dantas é eleito governador-tampão de Alagoas com 21 votos, na ALE
0
0

Conforme esperado, o deputado estadual Paulo Dantas (MDB) foi eleito governador-tampão de Alagoas, na eleição indireta que ocorreu no início da tarde deste domingo (15), na Assembleia Legislativa (ALE), com 21 votos, com 25 dos 27 deputados estaduais presentes. O médico José Wanderley Neto (MDB) é o vice.

Em seu primeiro pronunciamento como governador, Paulo Dantas diz que a prioridade neste momento é importar secretários ainda nesta segunda-feira (16) e já começar a trabalhar.

“Temos muitas coisas para serem feitas ainda, foi feito muito na gestão do governador Renan Filho, tem muita coisa para fazer, nós estamos extremamente motivados, animados e nós vamos trabalhar duro, eu como Governador, doutor José Wanderley como vice-governador também vai nos ajudar bastante nessa nova missão”, relata Dantas.

Ele aproveitou para tecer elogios à gestão do ex-governador Renan Filho e sua equipe, que “se superou em todos os momentos, eu tenho certeza que nós vamos dar continuidade a isso e nós vamos priorizar nesse momento social, haja vista que nós passamos agora dois anos de pandemia, as pessoas perderam o emprego, sofreram bastante, mas o estado está preparado para investir nas cidades, investir nas regiões, investir aqui em Maceió e também lá em Arapiraca”.

Questionado sobre o resultado das eleições e sua popularidade na ALE, o governador tampão salienta que os deputados já o conhecem e que, durante os últimos anos, esteve como líder da maioria, presidente da comissão de constituição e justiça e é um homem transparente.

“Sempre dei oportunidade para todos os deputados, tanto da minoria como os deputados da oposição, de participarem das comissões temáticas, discutirem todos os temas, colocarem as suas ideias, as suas propostas e foi dessa forma que eu conquistei a confiança desses vinte e um que acabaram de votar em mim doutor Wanderley”, concluiu o governador.

O vice-governador Wanderley conta que, junto com Paulo Dantas, tem projetos de contrução de vários hospitais, além de outras obras de infraestrutura, para garantir vida digna aos moradores de Alagoas.

“A gente tem que ser melhor do que o outro Governador e o próximo que que virá também ser melhor, é isso que a gente deseja pros alagoanos:  prosperidade da justiça social, para que os alagoanos gostem de Alagoas”, enfatiza o vice.

Wanderley também revela que a prioridade desta gestão é cuidar dos alagonos.

“A gente tem que olhar para frente e dar prioridade a salvar as pessoas, e cuidar de gente é o que eu sei fazer”, conclui.

Paulo Dantas

Dantas, de 42 anos, estava em seu primeiro mandato como deputado estadual, era o segundo-secretário da Mesa Diretora do Poder Legislativo e líder do Bloco da Maioria. Também foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça, considerada a mais importante do Poder Legislativo.

Paulo Dantas é formado em administração e, entre os anos de 2004 a 2012 foi prefeito do município de Batalha. Em sua gestão, fez o saneamento total da cidade, municipalizou o Hospital Estadual, além de criar uma política de atenção básica à saúde.

José Wanderley Neto

O médico cardiologista José Wanderley Neto (MDB) é natural de Cacimbinhas. Professor da Universidade Federal de Alagoas, tem 50 anos de profissão, com destaque como membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e membro fundador da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos.

Foi secretário de Saúde de Alagoas e presidente do Conselho Regional de Medicina de Alagoas, além de ter sido vice-governador de Alagoas, de 2007 a 2010. No cenário nacional, presidiu a Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). Em sua vida profissional, já alcançou a marca de mais de 20 mil cirurgias cardíacas. Realizou o primeiro transplante cardíaco do Nordeste.

Eleições indiretas

eleição indireta estava sub judice desde o final de abril, mas na sexta-feira (13), em sessão extraordinária, os ministros do STF começaram a julgar o caso. O placar já estava em 5 a 0 para a manutenção do pleito, da forma como decidido pelo ministro relator, Gilmar Mendes, quando o ministro Nunes Marques pediu vistas do processo. Mesmo com o pedido, a eleição foi mantida.

*Estagiárias sob supervisão da editoria

A cool cat.
A cool cat.
A cool cat.
A cool cat.

 Com cadaminuto

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *