AGUA 18/06
Home Destaque CASSAÇÃO Líder da bancada evangélica, bolsonarista Silas Câmara tem mandato cassado pela Justiça Eleitoral

CASSAÇÃO Líder da bancada evangélica, bolsonarista Silas Câmara tem mandato cassado pela Justiça Eleitoral

CASSAÇÃO Líder da bancada evangélica, bolsonarista Silas Câmara tem mandato cassado pela Justiça Eleitoral
0
0

Parlamentar, que é pastor na mesma igreja de Silas Malafaia, foi condenado por gastos ilícitos em sua campanha eleitoral de 2022

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) decidiu, em julgamento realizado nesta quarta-feira (31), por 4 votos a 2, cassar o mandato do deputado federal Silas Câmara (Republicanos-AM), atual presidente da Frente Parlamentar Evangélica, conhecida como Bancada Evangélica.

A condenação de Câmara, que é pastor, bolsonarista e pertence à Assembleia de Deus, mesma igreja de Silas Malafaia, teve como base a acusação de gastos ilícitos de recursos financeiros durante a campanha eleitoral de 2022, conforme representação feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). O julgamento, que ocorreu após um pedido de vista do juiz Marcelo Vieira, concluiu que o parlamentar utilizou irregularmente recursos para fretamento de aeronave durante o período eleitoral.

O relator do caso solicitou que os votos de Silas Câmara não fossem computados para o quociente eleitoral, o que acarreta na perda do mandato de Adail Filho, também do Republicanos, eleito graças à boa votação do deputado cassado. Segundo as regras do coeficiente eleitoral, Adail Filho não teria alcançado votação suficiente sem os votos de Silas.

Com a cassação, os políticos Alfredo Nascimento do PL e Pablo Oliva do União Brasil surgem como possíveis substitutos, ocupando as vagas deixadas por Silas Câmara e Adail Filho.

Outro lado

Em nota, a assessoria jurídica de Silas Câmara informou que vai recorrer da decisão do TRE-AM junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até o julgamento do recurso, o parlamentar poderá exercer seu mandato.

“A Assessoria Jurídica do Deputado Federal Silas Câmara informa que o parlamentar recorrerá da decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Amazonas, reafirmando seu compromisso com a defesa legal de seu mandato, conquistado com muito trabalho, união, por um propósito santo, de forma limpa e honesta. A decisão foi formada por pequena maioria de votos e contrariou a posição anterior do próprio TRE-AM, que aprovou as contas do Deputado”, diz um trecho do comunicado.

Confira: 

Revista Forum

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *