AGUA 18/06
Home Geral Cultura Como foi o desfile da Beija-Flor? Escola de Nilópolis falou sobre o rei dos carnavais de Alagoas

Como foi o desfile da Beija-Flor? Escola de Nilópolis falou sobre o rei dos carnavais de Alagoas

Como foi o desfile da Beija-Flor? Escola de Nilópolis falou sobre o rei dos carnavais de Alagoas
0
0

Agremiação de Neguinho da Beija-Flor foi a segunda a desfilar neste domingo

Neste domingo (11), a Beija-Flor de Nilópolis foi a segunda escola a desfilar pela Avenida. Em sua apresentação, a escola narrou a história de Benedito dos Santos, mais conhecido como Rás Gonguila, uma figura proeminente nos carnavais alagoanos e também um respeitado engraxate. Contando com o patrocínio da Prefeitura de Maceió, a Beija-Flor de Nilópolis apresentou fantasias detalhadas e alegorias imponentes, evidenciando o investimento em sua apresentação.

O prefeito João Henrique Caldas marcou presença no desfile realizado na Marquês de Sapucaí. Um dos momentos mais memoráveis da apresentação foi o uso impressionante da iluminação cênica, que realçou tanto a comissão de frente quanto as imponentes alegorias.

Benedito, nascido em 1905 na capital alagoana, trazia em sua ascendência traços etíopes e crescia envolto pelas narrativas de seus antepassados, que outrora reinaram como reis e rainhas em terras africanas, hoje parte da Etiópia, antiga Abissínia. O apelido “Gonguila” surgiu de sua destreza duvidosa em um jogo: sempre que o pião girava pouco e caía, era apelidado de “gonga”. Além disso, ele adotou o título de Rás, significando príncipe em sua língua.

O desfile retratou a história do Quilombo dos Palmares, o fervoroso carnaval da capital alagoana (onde Benedito se identificava como um príncipe etíope, inspirado no imperador Rás Tafari) e culminou em Nilópolis. O carro abre-alas, majestoso, com 21 metros de altura, girava graciosamente para saudar o público e impressionar os jurados.

A Beija-Flor enfrentou contratempos com uma de suas alegorias durante o desfile na Avenida. O terceiro carro acabou colidindo com o portão de entrada da Sapucaí, ocasionando danos a dois dos elementos decorativos em forma de beija-flor: um teve a cabeça danificada, enquanto o outro teve o bico e parte das penas comprometidas.

O ator Samuel de Assis, conhecido por seu papel como Ben na novela “Vai na fé”, desempenhou o papel de Benedito no desfile e compartilhou sua ansiedade pelas semanas que antecederam o evento. Sentiu-se profundamente honrado em ser coroado como príncipe durante a apresentação.

“João Vitor, o carnavalesco, já havia me escolhido para o papel há muito tempo. Desde criança, sonhava em desfilar pela Beija-Flor e representar o enredo do ano”, compartilhou o ator.

Assim como a Porto da Pedra, a Beija-Flor também enfrentou problemas com a entrada de um dos carros alegóricos. Durante a manobra para adentrar a avenida, a lateral de um deles acabou colidindo com o portão de acesso à Sapucaí, resultando em danos aos elementos decorativos.

Redação com extra.globo

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *